Aprendendo Com A Música: Call Me When You’re Sober – Evanescence 46


~ Can’t keep believing, we’re only deceiving ourselves and I’m sick of the lie ~

Música Call Me When You're Sober Evanescence

Hello, my dear reader!

No primeiro post do ano, nós vamos estudar a letra de uma ótima música da banda Evanescence chamada “Call Me When You’re Sober”.

Esta música faz parte do segundo álbum da banda, intitulado “The Open Door” e lançado no ano de 2006. A canção foi composta pela vocalista Amy Lee e pelo guitarrista Terry Balsamo, e segundo o site Wikipedia, se refere ao relacionamento conturbado de Lee e Shaun Morgan, integrante da banda Seether. Você pode conferir o artigo do Wikipedia sobre a música “Call Me When You’re Sober” clicando aqui. Contudo, nunca é demais lembrar que músicas são e sempre serão extremamente pessoais, e portanto, você pode e deve interpretar a letra da maneira como fizer sentido para você.

Esta canção possui um refrão muito gostoso de se escutar na minha opinião, e se destacou principalmente na América do Norte e na Austrália, alcançado as primeiras posições no Canadá e na Nova Zelândia, além de ter se destacado também nas paradas da famosa Billboard, dos Estados Unidos.

Sobre a banda, o Evanescence foi formado em 1995 na cidade de Little Rock pela vocalista e pianista Amy Lee juntamente com o guitarrista Ben Moody. Atualmente, Ben Moody não faz mais parte da banda, tendo sido substituído por Terry Balsamo. A banda já passou por algumas mudanças em sua formação, mas os principais responsáveis pelo sucesso foram certamente Amy Lee e Ben Moody.

Vamos agora aprender com esta bela música!

O vídeo e a letra estão abaixo. Continue lendo e aproveite bem esta aula!

Vamos Curtir Um Som!

Call Me When You’re Sober
Evanescence

Don’t cry to me
If you loved me
You would be here with me
You want me
Come find me
Make up your mind

Should I let you fall, lose it all?
So maybe you can remember yourself
Can’t keep believing, we’re only deceiving ourselves
And I’m sick of the lie
And you’re too late

Don’t cry to me
If you loved me
You would be here with me
You want me
Come find me
Make up your mind

Couldn’t take the blame, sick with shame
Must be exhausting to lose your own game
Selfishly hated, no wonder you’re jaded
You can’t play the victim this time
And you’re too late

So don’t cry to me
If you loved me
You would be here with me
You want me
Come find me
Make up your mind

You never call me when you’re sober
You only want it ’cause it’s over, it’s over

How could I have burned paradise?
How could I?
You were never mine

So don’t cry to me
If you loved me
You would be here with me
Don’t lie to me
Just get your things
I’ve made up your mind

Vamos Estudar A Letra!

Call Me When You’re Sober (Me Chame Quando Você Estiver Sóbrio)

Começando pelo título da música, temos aqui a palavra sober. Sober tem como significados principais sóbrio, lúcido, tranquilo, equilibrado, moderado. Os significados que combinam melhor para a música são sóbrio, lúcido e tranquilo, e ao longo da análise da letra eu estarei usando a palavra sóbrio, ok? Então vamos lá!

Don’t cry to me
If you loved me
You would be here with me
You want me
Come find me
Make up your mind

Don’t cry to me (Não chore por mim) / If you loved me (Se você me amasse) / You would be here with me (Você estaria aqui comigo) / You want me (Você me quer) / Come find me (Venha me encontrar) / Make up your mind (Faça sua escolha).

Esta canção já começa direto no refrão e ele é muito simples. Ela mostra basicamente os pensamentos e sentimentos de uma mulher com relação à um homem (interpretarei dessa forma, mas músicas são extremamente pessoais, e você pode e deve interpretar da maneira como fizer mais sentido para você) que diz amá-la mas faz com que vivam em um relacionamento baseado em mentiras e joguinhos, agravado pelo fato dele nunca estar perto dela e por ela sentir que ele nunca foi dela, que ele nunca a amou realmente. Então, agora vamos aprender com a primeira estrofe da canção.

No primeiro verso nós temos a frase don’t cry to me. Se traduzirmos ao pé da letra, nós temos não chore para mim. Embora faça sentido e até fique uma boa tradução, a melhor interpretação aqui seria não chore por mim, pois está mais de acordo com o contexto geral da canção, uma vez que, como poderemos perceber no decorrer da tradução, os personagens não estão juntos no mesmo lugar.

No verso seguinte, temos mais um caso onde podemos aplicar uma tradução mais correta de acordo com o contexto geral da música. Traduzindo ao pé da letra if you loved me, nós temos se você me amou, uma frase que não faz muito sentido. Logo, o correto aqui é interpretá-la como se você me amasse.

No terceiro verso, you would be here with me, nós temos a parte would be. Quando temos would seguido de algum verbo, nós queremos dizer que faríamos alguma coisa, ou que algo aconteceria. Por exemplo, would be resulta em estaria, pois temos o famoso verbo to be (ser, estar). Olhando para a frase como um todo, nós temos: you would be here with me = você estaria aqui comigo.

Chegando ao quarto e quinto versos, nós temos duas frases muito simples. You want me tem como tradução você me quer. Já come find me significa venha me encontrar, ou venha ao meu encontro.

O último verso eu explicarei nos próximos refrões, so, keep reading!

Should I let you fall, lose it all?
So maybe you can remember yourself
Can’t keep believing, we’re only deceiving ourselves
And I’m sick of the lie
And you’re too late

Should I let you fall, lose it all? (Eu deveria deixar você cair, perder isso tudo?) / So maybe you can remember yourself (Então, talvez você poderia lembrar de si mesmo) / Can’t keep believing, we’re only deceiving ourselves (Não posso continuar acreditando, nós estamos apenas nos enganando) / And I’m sick of the lie (E eu estou cansada das mentiras) / And you’re too late (E você está muito atrasado).

Partindo para o trecho acima, no primeiro verso, nós temos should I let you fall. A palavra should é o pretérito do verbo auxiliar shall. Shall é uma palavra usada para exprimir futuridade ou obrigatoriedade. Desse modo, a palavra should tem como significados principais deveria, teria, precisaria. Como podemos ver, no caso deste verso em questão, nós encontramos a forma should I, que significa eu deveria. Até aí tudo bem, mas você pode estar se perguntando por quê não está escrito I should ao invés de should I. A resposta para isso é muito simples: o verso está estruturado como uma pergunta, e quando temos frases interrogativas, o verbo deve vir antes do sujeito. Então, nada mais correto do que iniciar este verso com should I. Dando continuidade, logo a seguir encontramos let you fall. A palavra let corresponde aos nossos verbos deixar, permitir. Já a palavra fall possui vários significados, entre eles cair, descer, abaixar-se, diminuir, ceder, morrer, abandonar. Os melhores sinônimos para fall aqui são cair, morrer, abandonar. Traduzindo should I let you fall corretamente, nós podemos obter algumas das seguintes traduções: eu deveria deixar você cair / eu deveria deixar você morrer (simbolicamente, para ela, é claro) / eu deveria abandonar você. Na outra metade do mesmo verso, temos lose it all. A palavra lose tem como melhores significados neste verso os nossos verbos perder, arruinar. Em it all nós temos isso tudo, lembrando que é utilizado o pronome it, que faz referência ao relacionamento entre os personagens da música (o pronome it sempre é usado para mencionar coisas, animais e objetos). Com todas essas informações, podemos ver o verso todo traduzido da maneira correta. Vejamos: should I let you fall, lose it all? = eu deveria deixar você cair, perder isso tudo? / eu deveria deixar você morrer, arruinar isso tudo? / eu deveria abandonar você, perder isso tudo?.

Partindo para o segundo verso, vamos aprender um pouco mais com a parte so maybe you can. So maybe pode ser traduzido como então talvez. Já you can resulta em você pode. Porém, dando prosseguimento ao pensamento imprimido no verso anterior (eu deveria deixar você cair, perder isso tudo?), onde é utilizada uma maneira de dizer através de um auxiliar do passado, cairia muito bem também para este verso fazer uma tradução na mesma estrutura para you can. Em outras palavras, ao invés de você pode, podemos traduzir como você poderia, sem hesitar, pois os dois versos juntos se combinariam perfeitamente. Vamos ver isso um pouco mais adiante. Mas antes, vamos aprender com a outra parte do verso, remember yourself. A palavra remember significa lembrar, relembrar, recordar-se. Já a palavra yourself significa você mesmo, de si mesmo, para si mesmo, de você mesmo. Logo, remember yourself tem como tradução lembrar de si mesmo. Relembrando o verso completo, nós temos o seguinte: so maybe you can remember yourself = então, talvez você poderia lembrar de si mesmo. Lembra quando eu expliquei que o primeiro e o segundo versos se combinavam perfeitamente se utilizássemos a mesma estrutura de tradução? Pois bem, veja só: eu deveria deixar você cair, perder isso tudo? / então, talvez você poderia lembrar de si mesmo. Fica bom assim, você concorda?

No próximo verso, para melhor compreensão, também é uma boa estratégia dividí-lo em duas partes. Na primeira parte, nós temos can’t keep believing. Can’t nada mais é do que a contração de can not ou cannot, que significa não poder, não conseguir, não ser possível. A palavra keep corresponde basicamente aos nossos verbos manter, continuar, ficar, mas também pode significar outras coisas. Mais adiante, a palavra believing aparece no gerúndio e vem da palavra believe, que tem como sinônimos acreditar, crer. Como as palavras no gerúndio são utilizadas para fazer referência à algo que está se passando, algo que está acontecendo, believing, então, significa acreditando, crendo. Traduzindo a primeira parte deste verso, nós temos: can’t keep believing = eu não posso continuar acreditando / eu não posso continuar crendo. Na outra metade do verso, nós temos we’re only deceiving. We’re é a contração de we are, que significa nós somos ou nós estamos. Neste caso, o correto é nós estamos. Only significa apenas, somente, unicamente, , mas também pode significar único, raro. A palavra deceiving, também no gerúndio, vem da palavra deceive, que corresponde aos nossos verbos enganar, ludibriar. Logo, deceiving significa enganando, ou ainda, ludibriando. Já a última palavra, ourselves, tem como significados nós mesmos, à nós mesmos, apenas nós mesmos. Traduzindo a segunda parte deste verso, nós obtemos o seguinte: we’re only deceiving ourselves = nós estamos apenas nos enganando / nós estamos enganando à nós mesmos. Vamos ver agora como fica o verso todo traduzido corretamente: can’t keep believing, we’re only deceiving ourselves = eu não posso continuar acreditando, nós estamos apenas nos enganando / eu não posso continuar acreditando, nós estamos enganando à nós mesmos / eu não posso continuar acreditando, nós estamos somente nos enganando.

No quarto verso deste trecho da canção, nós temos uma frase que não deve ser traduzida ao pé da letra. Na frase and I’m sick of the lie, nós encontramos a palavra sick. Sick tem como significados doente, enfermo, fatigado, aborrecido, enjoado. A palavra lie, que aparece no fim da frase, significa mentira. Traduzindo a frase ao pé da letra, portanto, nós temos algo como e eu estou doente da mentira. Como esta frase não faz sentido para nós e a personagem da canção diz estar cansada de um relacionamento vazio que ela tem com outra pessoa, onde existem muitas mentiras e coisas ruins, o correto a se fazer aqui é buscar uma referência na nossa própria língua portuguesa. Ao invés de dizermos que estamos doentes de alguma mentira, nós costumamos dizer que nós estamos cansados de alguma mentira. Assim, algumas boas e adequadas traduções para and I’m sick of the lie são: e eu estou cansada de suas mentiras / e eu estou cansada de tantas mentiras / e eu estou farta de suas mentiras / e eu estou cheia de suas mentiras.

Chegando ao último verso do mesmo trecho, and you’re too late, nós podemos aprender um pouco sobre too late. Too late pode significar muito tarde, tarde demais ou muito atrasado, atrasado demais. Neste verso, o mais adequado é utilizar muito atrasado, atrasado demais, até porque os outros significados deixariam a frase completamente estranha e sem sentido. Desse modo, and you’re too late = e você está muito atrasado / e você está atrasado demais. Assim como anteriormente havíamos visto a forma we’re, contração de we are (nós somos ou nós estamos), aqui nós encontramos you’re, forma contraída de you are, que significa você é ou você está.

E a canção chega ao seu segundo refrão:

Don’t cry to me
If you loved me
You would be here with me
You want me
Come find me
Make up your mind

Don’t cry to me (Não chore por mim) / If you loved me (Se você me amasse) / You would be here with me (Você estaria aqui comigo) / You want me (Você me quer) / Come find me (Venha me encontrar) / Make up your mind (Faça sua escolha).

O refrão acima é exatamente igual ao primeiro, e desta vez eu gostaria de compartilhar com você um pouco sobre a frase make up your mind. Esta frase, se traduzida ao pé da letra, não fica nada boa. Nós teríamos algo como faça para cima sua mente. Totalmente estranho e sem sentido, correto? Make up your mind deve ser simplesmente traduzido e interpretado como faça sua escolha, decida-se. Relembrando que neste trecho a personagem da canção diz as frases diretamente ao outro personagem, o qual podemos interpretar que seja a pessoa com quem ela tem um relacionamento, mas como ele não se importa com ela como ela gostaria e mostra não saber exatamente o que quer, acaba recebendo um ultimato dela neste último verso: make up your mind = faça sua escolha / decida-se.

Continuando, vamos para o próximo trecho:

Couldn’t take the blame, sick with shame
Must be exhausting to lose your own game
Selfishly hated, no wonder you’re jaded
You can’t play the victim this time
And you’re too late

Couldn’t take the blame, sick with shame (Não conseguiu se livrar da culpa, cheio de vergonha) / Must be exhausting to lose your own game (Deve ser exaustivo perder seu próprio jogo) / Selfishly hated, no wonder you’re jaded (Odiado por si mesmo, não é nenhuma surpresa você estar esgotado) / You can’t play the victim this time (Você não pode bancar a vítima dessa vez) / And you’re too late (E você está muito atrasado).

Este trecho acima provavelmente é todo direcionado ao personagem com quem ela não está mais contente em manter um relacionamento. No primeiro verso, nós temos a parte couldn’t take the blame. Couldn’t é a contração de could not, e é utilizado para expressar o fato de que alguém é incapaz ou não tem condições de fazer algo, ou também para expressar a impossibilidade de uma ocorrência. A palavra take é uma daquelas palavras em inglês que possui muitos significados diferentes, e o significado mais adequado a ser utilizado depende sempre do contexto em que a palavra está sendo empregada. Entre seus significados mais comuns, estão os verbos pegar, tirar, tomar, segurar, agarrar, conseguir, entre muitos outros. Para entendermos como ficará o take na parte em que estamos estudando, vamos conferir a próxima palavra. Blame tem como sinônimos culpa, responsabilidade, censura, e também os verbos culpar, repreeender. Sabendo dessas informações, couldn’t take the blame pode ser muito bem interpretado por frases como não conseguiu se livrar da culpa, ou não poderia carregar a culpa. Nessas interpretações, o take poderia ganhar o sentido de livrar-se, carregar. Existem outras possibilidades, só depende de você conseguir encaixar uma boa tradução para a frase, sempre de acordo com o contexto geral da música e da ideia que está sendo transmitida. Seguindo adiante, no mesmo verso, nós temos sick with shame. A palavra shame significa vergonha, vexame, desonra, escândalo. Traduzindo isso ao pé da letra, nós temos doente com vergonha. Mais uma vez, obtemos uma frase que não faz muito sentido para nós. Assim como anteriormente havíamos visto outra frase na canção com a palavra sick, devemos buscar novamente uma boa referência em nosso próprio idioma para traduzir corretamente sick with shame. Em português, ao invés de dizermos que estamos doentes com vergonha, nós costumamos dizer que estamos cheios de vergonha. Sendo assim, uma interpretação correta de sick with shame seria cheio de vergonha. Vamos revisar o verso completo agora traduzido corretamente = couldn’t take the blame, sick with shame = não conseguiu se livrar da culpa, cheio de vergonha / não poderia se livrar da culpa, cheio de vergonha / não poderia carregar a culpa, cheio de vergonha.

No verso seguinte, nós temos o começo must be. Must be tem como significado deve ser. A palavra exhausting tem como sinônimos exaustivo, cansativo. A palavra lose corresponde aos nossos verbos perder, arruinar, sofrer uma perda. Já a palavra own significa próprio, particular. A palavra game tem como sinônimos mais comuns jogo, competição. Veja como fica o verso completo com sua tradução mais adequada: must be exhausting to lose your own game = deve ser exaustivo perder seu próprio jogo / deve ser cansativo perder seu próprio jogo. Apenas a título de curiosidade, uma outra interpretação que cairia bem para esta frase seria deve ser frustrante perder seu próprio jogo.

Chegando ao terceiro verso, nós temos a parte selfishly hated. A palavra hated vem do verbo hate, que significa odiar. Logo, hated tem como tradução odiado. Já selfishly significa basicamente de forma egoísta, de forma egocêntrica. Juntando as duas palavras, selfishly hated pode ser bem traduzido como algo como odiado por si mesmo. Na outra metade do mesmo verso, nós temos no wonder you’re jaded. A palavra wonder tem como significados principais ter curiosidade, desejar saber, espantar-se, assombrar-se, admirar-se, surpreender-se, maravilhar-se. A palavra jaded significa cansado, esgotado. Unindo a palavrinha no à wonder e formando no wonder, nós obtemos algo equivalente ao que dizemos em português não é de se espantar, não é nenhuma surpresa, não é de se admirar, não é de se assombrar. Juntando agora isso ao restante da frase, nós temos as seguintes traduções: no wonder you’re jaded = não é nenhuma surpresa você estar esgotado / não é de se espantar que você esteja esgotado / não é de se admirar você estar cansado. Vamos relembrar agora como é o verso completo e seu significado: selfishly hated, no wonder you’re jaded = odiado por si mesmo, não é nenhuma surpresa você estar esgotado / odiado por si mesmo, não é de se espantar que você esteja esgotado / odiado por si mesmo, não é de se admirar você estar cansado.

No quarto verso, you can’t play the victim this time, nós temos mais um caso em que não devemos traduzir a frase ao pé da letra. Traduzindo normalmente, esta frase resultaria em algo como você não pode brincar a vítima este tempo. Como essa tradução não faz nenhum sentido, devemos mais uma vez buscar uma referência na nossa querida língua portuguesa. A palavra play possui vários significados, e entre eles estão os mais conhecidos brincar, tocar um instrumento musical, jogar, representar. Victim significa vítima. Já this time tem como tradução desta vez. Play the victim pode ser interpretado como o que costumamos dizer bancar a vítima, dar uma de vítima, se fazer de vítima. Conferindo o verso todo traduzido corretamente, nós temos o seguinte: you can’t play the victim this time = você não pode bancar a vítima desta vez / você não pode se fazer de vítima desta vez / você não pode dar uma de vítima desta vez.

No último verso deste trecho da canção, temos novamente and you’re too late, com seu significado e você está muito atrasado / e você está atrasado demais.

E a música continua, mais uma vez partindo para o seu refrão:

So don’t cry to me
If you loved me
You would be here with me
You want me
Come find me
Make up your mind

Don’t cry to me (Não chore por mim) / If you loved me (Se você me amasse) / You would be here with me (Você estaria aqui comigo) / You want me (Você me quer) / Come find me (Venha me encontrar) / Make up your mind (Faça sua escolha).

E agora a música chega à sua ponte:

You never call me when you’re sober
You only want it ’cause it’s over, it’s over

You never call me when you’re sober (Você nunca me chama quando está sóbrio) / You only want it ’cause it’s over, it’s over (Você só quer isso porque está tudo acabado, está tudo acabado).

Na primeira frase do trecho acima, a palavra call corresponde aos nossos verbos chamar, convidar, telefonar. A palavra sober, como já foi explicado no começo desta aula na explicação do título da música, significa basicamente sóbrio, lúcido, tranquilo. Logo, em you never call me, nós temos você nunca me chama, ou até você nunca me telefona, que também se encaixa bem para o contexto da frase. Na outra parte, when you’re sober, nós temos quando você está sóbrio, ou quando você está lúcido, ou ainda, quando você está tranquilo.

Na segunda frase da ponte, a parte you only want it tem como tradução você só quer isso. Mais adiante, em ’cause it’s over, nós temos a forma contraída de because (’cause), que significa porque, por causa. Já it’s over significa está acabado, está terminado. Traduzindo todo o verso, nós temos: you only want it ’cause it’s over = você só quer isso porque está tudo acabado / você só quer isso porque está tudo terminado. Como você pode perceber, eu empreguei a palavra tudo na tradução da frase. Fiz isso para demonstrar como podemos dar ênfase à ideia que está sendo transmitida e também para igualar ainda mais à maneira como costumamos dizer em português sobre quando um relacionamento chega ao seu fim: está tudo acabado, está tudo terminado. Vale a pena lembrar também que o pronome it é muito usado aqui pois ele se refere ao relacionamento entre os personagens, e quando falamos de coisas, objetos ou animais em inglês, sempre utilizamos o pronome it.

How could I have burned paradise?
How could I?
You were never mine

How could I have burned paradise? (Como eu poderia ter queimado o paraíso?) / How could I? (Como eu poderia?) / You were never mine (Você nunca foi meu).

Ainda na ponte que direciona a música ao seu final, nós podemos aprender mais algumas curiosidades com os três versos acima. No verso how could I have burned paradise, nós encontramos o começo de uma pergunta formada por how could I. How could I pode ser muito utilizado para formular diversas perguntas em inglês, e tem como tradução como eu poderia. A seguir, aparece a palavra have, muito utilizada no idioma, que significa mais frequentemente o verbo ter, porém também possui outros significados, como possuir, receber, pegar, necessitar, causar. A palavra burned vem de burn, equivalente aos nossos verbos queimar, incendiar. Burned, então, tem como sinônimo queimado, incendiado. Apesar de não ser a tradução literal da palavra, outra interpretação para burned que cairia muito bem aqui seria destruído. Já a palavra paradise é muito simples, e significa paraíso. Este verso fica corretamente traduzido da seguinte maneira: how could I have burned paradise? = como eu poderia ter queimado o paraíso? / como eu poderia ter destruído o paraíso?

No segundo verso, nós temos novamente how could I?, enfatizando a mensagem que a autora da canção nos transmite.

Este trecho, na minha opinião, transmite a ideia da personagem principal de que a culpa pelo rumo que tomou seu relacionamento com o outro personagem não é e nunca foi dela, pois ela nunca sentiu a presença desta outra pessoa de verdade ao lado dela. Logo, ele nunca a valorizou como ela esperava.

E por fim, no último verso antes do último refrão, nós temos a frase you were never mine. A palavra were está diretamente relacionada ao pronome you, e está na forma de passado, ou seja, quando dizemos you were, queremos dizer você era ou você foi. A palavra que vemos logo depois, never, também é muito conhecida e significa nunca, jamais. A palavra mine significa meu, minha, assim como outra palavra muito utilizada em inglês – my. A diferença entre essas duas palavras está em como e quando elas devem ser empregadas. A palavra my nunca é empregada no final de frases. Já a palavra mine sempre é empregada no final de frases. Para você entender melhor e não ficar com dúvidas quanto à isso, pegando este mesmo verso como exemplo, não seria correto escrevê-lo ou pronunciá-lo como you were never my. A tradução deste verso é você nunca foi meu, e o correto é escrevê-lo ou pronunciá-lo como you were never mine. Entendido?

All right! Vamos agora para o último refrão, este um pouco diferente dos anteriores:

So don’t cry to me
If you loved me
You would be here with me
Don’t lie to me
Just get your things
I’ve made up your mind

Don’t cry to me (Não chore por mim) / If you loved me (Se você me amasse) / You would be here with me (Você estaria aqui comigo) / Don’t lie to me (Não minta para mim) / Just get your things (Só pegue suas coisas) / I’ve made up your mind (Eu escolhi por você).

Neste refrão, os três primeiros versos são exatamente iguais aos dos outros refrões, porém os três últimos versos mudam um pouquinho.

No verso don’t lie to me, nós temos uma frase muito comum e útil para ser usada no dia-a-dia. A palavra lie corresponde aos nossos verbos mentir, enganar, mas também pode significar deitar, descansar, encostar-se, repousar. Além disso, pode significar ainda mentira, truque. Neste caso, lie está para mentir, enganar. Então, don’t lie to me = não minta para mim / não me engane.

No próximo verso, nós temos a parte just get. A palavra get possui muitos significados, mas o que cai bem para esta frase equivale ao nosso verbo pegar. Assim, just get pode ser traduzido como apenas pegue, só pegue. Já na outra parte, your things, nós encontramos a palavra things, muito simples e que tem como significado coisas, pertences, entre outros. Your things, então, corresponde à suas coisas, seus pertences. Vamos ver o verso todo traduzido agora: just get your things = apenas pegue suas coisas / só pegue suas coisas / apenas pegue seus pertences / só pegue seus pertences.

E, por fim, chegando ao último verso, aquele em que a personagem principal dá seu verdadeiro ultimato ao outro personagem da canção, nós podemos aprender um pouco sobre a frase I’ve made up your mind. Assim como a frase make up your mind, esta frase não deve ser traduzida ao pé da letra, pois também resultaria em algo sem sentido para nós. I’ve made up your mind deve ser simplesmente traduzido como eu fiz a sua escolha, ou então, eu escolhi por você, eu decidi por você. Nesta parte, a canção termina com a decisão tomada pela personagem principal de não seguir adiante com o possível tipo de relacionamento que não estava dando certo. Como o outro personagem não tomava nenhum tipo de ação, ela mesma se encarregou de fazer isso, terminando a canção de uma forma brilhante. Recapitulando, para concluir: I’ve made up your mind = eu fiz a sua escolha / eu escolhi por você / eu decidi por você.

Recomende A Primeira Aula Do Ano Para Os Seus Amigos!

Well, terminamos por aqui a primeira aula de inglês com músicas de 2013! Espero que você tenha gostado e que tenha conseguido aprender mais algumas novidades úteis para incrementar seu arsenal de conhecimentos sobre a língua inglesa.

Deixe um comentário abaixo me dizendo se você gostou do post e recomende-o para os seus amigos. Pergunte também suas dúvidas ou escreva algo que possa acrescentar às explicações dadas ao longo do estudo da letra.

Aproveite também e treine seu listening ouvindo bastante a música e prestando atenção às palavras, frases e expressões. Pratique também seu speaking e cante junto com a nossa querida e linda Amy Lee!

Por enquanto é só! Nos vemos na próxima música!

Talk to you soon!

img


Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

46 thoughts on “Aprendendo Com A Música: Call Me When You’re Sober – Evanescence

  • Eddie

    Muito boa sua explicação. Gostei demais! Essa primeira tradução da primeira do ano foi fantástica. Um abração!

  • Juh

    Simplesmente brilhante a explicação! Adorei!

    Super didática!!!

    Continue assim! Espero que o Inglês Com Rock alcance as desejadas metas para 2013!
    Tenho o maior prazer em poder contribuir para o seu sucesso!

    Abraços! =)

    • Diego Autor

      Olá Juh,

      Fico muito feliz por você ter gostado da forma como expliquei as curiosidades sobre a letra da música!

      Com certeza manterei essa boa maneira de ensinar, e será sempre um prazer poder contar com o seu apoio aqui no blog!

      Abraços!

  • telma lucia

    Gostei demais da letra e da explicação. Essa letra me estimula a estudar mais e aperfeiçoar a minha pronúncia.

    • Diego Autor

      Olá Telma,

      Muito bom, eu agradeço por você ter gostado das explicações e também da letra. Melhor ainda é saber que ela te motiva a treinar e aperfeiçoar seu inglês!

      Um grande abraço!

  • Déborah

    Amei, amei.
    Começou o ano muito bem, Diego.

    Amo Evanescence e amo esta música.
    Foi maravilhoso aprender um pouco mais com o Ingês com Rock.

    Fico aguardando a próxima publicação!
    Thank you! See you :)

    • Diego Autor

      Oi Déborah!

      Que maravilha que você curtiu a música! Muito obrigado pela sua simpática mensagem e aguarde pelas próximas aulas!

      Um grande abraço :D

  • nAZARÉ

    Wonderful song, i loved, and thank for patience to do the interpretation this song.
    A hug Diego, your work is wonderful,.

    • Diego Autor

      Thank you for your amazing support, dear Nazaré!

      It’s a pleasure help you and all the people here learn more English through beautiful songs.

      A big hug!

  • Paulo

    Show de bola, Diego!

    Você sempre escolhe excelentes músicas e a suas explanações são fantásticas.

    Você está de parabéns! Aprender inglês dessa forma fica mais divertido e motivante.

    Abraço!

    • Diego Autor

      Valeu Paulo!

      Pois é, escolher boas músicas é 50% do caminho correto para conseguir criar boas aulas, divertidas e interessantes!

      Obrigado pelos elogios quanto às minhas explicações. Vou continuar mantendo esta boa maneira de ensinar e de aprender para vocês, com certeza.

      Um grande abraço!

      Cheers!!

    • Diego Autor

      Hey, André!

      Que bom que estou conseguindo te ajudar, isso é muito gratificante e eu espero poder continuar contribuindo para que você aprenda cada vez mais!

      Thank you and God bless you too.

      Cheers!!

  • gerson carvalho

    Tanto a escolha da música quanto a aula foram uma só maravilha. Meu inglês melhora bastante com este blog. Cheers mate.

    • Diego Autor

      Muito obrigado Gerson!

      Que o Inglês Com Rock continue te ajudando a melhorar seu inglês cada vez mais :D

      Cheers!!

    • Diego Autor

      Sua sugestão está adicionada aqui à minha lista, Gerson. Como sempre eu peço à quem me envia sugestões de músicas, please tenha paciência, pois a fila já está grande hehe!!

      Um abraço!

  • nara

    Hi Diego!

    Tudo é bom!!! hehehe. A música e a forma como você explica, legal mesmo, obrigada
    por me ajudar e com certeza muita gente.

    Parabéns!!!

  • Marcelo

    Congratulations!!

    É o segundo Post seu que vejo e sua forma de explicar é simplesmente sensacional. Continue nos ajudando.

    Thank you.

    • Diego Autor

      Muito obrigado, Marcelo!

      É fantástico receber este reconhecimento pelo bom trabalho que me esforço em realizar para todos aqui no Inglês Com Rock.
      Continuarei firme!

      Um grande abraço!

    • Diego Autor

      Obrigado, Caroline :D

      É muito bacana quando paramos pra pensar como de repente alguma banda já pode ter não só nos proporcionado muitos momentos de diversão ouvindo suas músicas, mas também novos conhecimentos! E que ótimo saber que nesse post você encontrou uma banda que já te ajudou bastante!

      Um grande abraço!

  • Lorena

    Muito bom, bem explicado. Não há forma melhor pra aprender inglês do que desta maneira. Parabéns pelo blog. *-*

  • Paulo

    Estou conhecendo o site agora e achei excelente!

    A tradução da música ficou muito boa e sua didática também, mas como você pediu opiniões e não somente elogios, eu acho que caberia uma mudança na segunda frase da primeira estrofe:

    “So maybe you can remember yourself” Não acho q seja necessário mudar o tempo do verbo CAN para combinar com a primeira frase da estrofe. Traduzindo para: “Então talvez você POSSA lembrar de si mesmo.”

    Não desconfigura o sentido…

    • Diego Autor

      Olá, Paulo!

      Muito obrigado por ter gostado do site!

      Obrigado também pelas suas palavras e com certeza eu gosto de receber as opiniões dos leitores.

      A sua interpretação também fica correta. O que acontece é que às vezes enquanto estamos escrevendo o post algumas possibilidades acabam passando despercebidas, por isso a importância da participação de todos.

      Muito obrigado pela sua observação! Certamente irá ajudar nossa comunidade a enxergar mais uma possibilidade para o verso em questão.

      Um grande abraço!

  • Evelin

    Hm… Amei a tradução! Mas por que você não pega as frases do jeito que as traduziu, e coloca de uma maneira mais “acessível” e “visível”, se é que me entende?

    • Diego Autor

      Hi, Evelin,

      Obrigado por ter gostado da tradução da música!

      Eu acredito que a tradução já está bastante visível e bem detalhada. Sei que muitos dos meus textos nos posts de análises de letras acabam ficando longos, mas essa é a minha intenção mesmo! Não para cansar quem vai ler, mas para passar as informações da maneira mais completa possível.

      Nunca tive nenhuma reclamação quanto à estrutura desses posts, mas se você quiser dar alguma sugestão, quem sabe algo possa ser feito para melhorá-los.

      Um grande abraço!

  • Adriano Vilela

    Parabéns pelo site! Tem me ajudado muito!
    E parabéns também, pelas explicações e interpretações que você faz das letras. No caso de “call me when you’re sober” a interpretação é exatamente esta que você sugeriu, pois a letra trata do fim do relacionamento da Amy Lee (vocalista do Evanescence) com o seu ex-namorado Shaun Morgan (vocalista do Seether).